Tudo

Filho de Chrystian Acusa Viúva do Cantor por Distanciamento

Publicidade

Após o falecimento do cantor sertanejo Chrystian, seu filho mais velho, Flávio Alexandre, fez um desabafo emocionante sobre o afastamento do pai durante uma entrevista ao programa ‘Tá na Hora’, do SBT, na última quinta-feira (20). Flávio destacou que um dos principais obstáculos para seu relacionamento com Chrystian foi a viúva do cantor, Key Vieira.

Desabafo Emocionante

Flávio revelou que o contato com seu pai era escasso devido às barreiras impostas, muitas vezes, por pessoas próximas ao artista.

Publicidade

“O contato era muito pouco, porque infelizmente, no meio artístico, para o artista até chegar perto da família, tem sempre alguém para atrapalhar. Não só da produção, até a própria família atrapalha você encontrar com o pai”, desabafou Flávio.

Memórias Felizes

Apesar do distanciamento, Flávio relembrou com carinho os momentos felizes que compartilhou com seu pai.

“Eu tinha pouco contato com ele, mas as poucas vezes que conseguimos nos aproximar foram de muita felicidade e alegria. Apesar de poucas, as memórias são calorosas e significativas.”

Flávio também mencionou que, durante sua infância, Chrystian era mais presente.

“Até meus três anos de idade, minha mãe me levava a São Paulo para vê-lo. Depois nos afastamos, nos reaproximamos, fui para a casa dele e do meu tio, mas nos afastamos de novo. Isso dependia muito de quem estava ao lado dele”, destacou Flávio.

Último Encontro

Atualmente com 48 anos, Flávio revelou que a última vez que esteve com seu pai foi há dois ou três anos, em Goiânia, durante uma apresentação exclusiva.

“Ele me avisou: ‘Estou em Goiânia’. Eu fui ao hotel e ficamos umas duas horas juntos no quarto. Conversamos sobre tudo, ele me deu dicas sobre música, e essa é uma lembrança que vou guardar para o resto da vida, porque foi a primeira vez que estivemos apenas nós dois”, compartilhou Flávio, que também segue carreira artística.

Impossibilidade de Comparecer ao Enterro

Em entrevista ao programa Balanço Geral, da Record TV, Flávio explicou que não conseguiu comparecer ao enterro do pai devido à distância e à falta de passagens aéreas. Ele tentou conseguir uma carona com o cantor Amado Batista, mas não teve sucesso.

“Talvez seja até um conforto que Deus está preparando para mim, de ter apenas lembranças dele vivo, se divertindo,” completou Flávio.

Erro no Jornal Nacional

Na última quinta-feira (20), o Jornal Nacional, da Globo, cometeu um erro ao noticiar a morte de Chrystian. Durante a exibição do obituário, a data de falecimento do cantor foi erroneamente apresentada como 19 de junho de 1957, em vez de 19 de junho de 2024, sugerindo que Chrystian teria vivido apenas um ano. A data de nascimento estava corretamente indicada como 3 de novembro de 1956.

O erro não passou despercebido e gerou uma onda de críticas nas redes sociais.

“Que absurdo! Errar uma informação dessas, gente? Como que pode? Eu fico chocada com essa situação”, comentou uma seguidora. “O Chrystian merecia um tratamento mais digno, Jornal Nacional! Pegou mal, pegou muito mal”, disse outra. “Segundo o Jornal Nacional, Chrystian, que faleceu, só viveu 1 ano”, ironizou um usuário.

A entrevista de Flávio Alexandre e o equívoco do Jornal Nacional trouxeram à tona questões sensíveis e emocionantes sobre a vida e a morte de Chrystian, deixando claro o impacto duradouro de suas relações pessoais e profissionais.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo